Lorem ipsum dolor amet, modus intellegebat duo dolorum graecis

Follow Us

Bomull Baby

Como cuidar do cordão umbilical e o umbigo do bebé?

Olá a todos!

No post deste mês e como prometido vou falar-vos sobre “como cuidar do cordaõ umbilical e umbigo do bebé?” Cuidados de higiene, limpeza, secagem e sinais de alarme.

Para me ajudar neste tópico e para ter a certeza que a informação que vos transmitia era a mais correta pedi ajuda à Enfermeira Anabela Almeida (foto 1.), que conheci após uma consulta de rotina para a minha filha, e que se prontificou a elaborar um texto informativo que espero que achem útil. Vou também falar-vos do porquê que achei pertinente falar deste tema.

De acordo com a enfermeira Anabela,

No que toca aos cuidados a ter com o cordão umbilical num recém-nascido, as teorias são muitas e têm vindo a evoluir ao longo do tempo.
Hoje em dia é do consenso geral que os melhores cuidados a ter são mais elementares, ou seja:
• Dar o banho ao recém-nascido com água e o sabão habitual;
• Secar bem o cordão com uma compressa, evitar o algodão pois liberta resíduos;
• Lavar com soro fisiológico e uma compressa limpa, tendo o cuidado de verificar que toda a zona envolvente está bem limpa;
• Secar sempre do centro para a periferia de modo a evitar arrastar resíduos para o cordão;
• Se na muda das fraldas o cordão tiver resíduos deve ser limpo com uma compressa e soro fisiológico, o cordão deve estar sempre limpo e seco;
• Este procedimento deve ser realizado sempre que necessário;
• Não é necessário o uso de álcool ou outro desinfetante, o uso destes produtos pode atrasar a queda do cordão;
• Este processo deve manter-se mesmo após a queda do cordão e até à sua completa cicatrização.
• Este processo não é doloroso, o bebé pode chorar, mas, geralmente, é devido ao contacto com as compressas frias e por estar despido.
A queda do cordão ocorre normalmente durante a primeira semana de vida do bebé, todavia pode arrastar-se até à terceira semana de vida.
O cordão e o coto umbilical têm um cheiro característico que não é desagradável. Durante a mumificação e 2 a 3 dias após a sua queda pode haver uma ligeira drenagem serosa e até um pouco de sangue, que suja ligeiramente a roupa e não constitui sinal de alarme.

Sinais de alarme
• Odor desagradável;
• Pele da zona à volta do umbigo vermelha;
• Corrimento mais abundante;
• Sangramento.

Em caso de algum destes sinais deve procurar o médico ou enfermeiro de família a fim de despistar uma possível infeção.
Em caso de febre deve dirigir-se ao serviço de urgência.

A minha experiência

O cordão umbilical da minha filha caiu quando ela tinha cerca de 6 dias, tínhamos regressado a casa depois da Mia ter sido internada pois desenvolveu Icterícia. Como podem ver na foto (2), o umbigo estava bastante inchado e muito vermelho. Fomos ao hospital e receitaram-lhe um antibiótico e uma pomada, e o certo é que comecei a ver melhorias após 24 horas. Pelo que me recordo ficou assim muito rapidamente e por isso achei pertinente falar sobre este assunto. A onfalite é uma infeção da pele e tecidos moles do umbigo e regiões circundantes. Se não for tratada, pode atingir uma maior área da parede abdominal e os tecidos mais profundos ou causar infeção disseminada.

Se notarem que algo não vos parece bem com o umbigo do vosso bebé, não hesitem em procurar ajuda.

Alguma mamã ou papá que tenha experienciado algo similar com o seu bebé?

 

 

Até ao próximo mês,

beijinhos Lara xx

 

Post a Comment